Phalaenopsis

 
 

Phalaenopsis, orquidofilia e Orquidofolia

Por Fred Gorski, publicado no Jardim de Cataléia

Amarela Rajada

Desenho naturalista de Lu Mori feito com grafite sobre papel e pintura digital, 30 X 42 cm. Visite a exposição no Parque do Ibirapuera em São Paulo para ver a obra abstrata que acompanha este desenho. Veja também os outros 5 conjuntos da coleção Orquidofolia.

Na coleção Orquidofolia, Lu Mori mergulha no universo da orquidofilia tomando como objeto a popular Phalaenopsis, orquídea híbrida que é comercializada em grande variedade de cores e tornou-se muito popular em nosso país. A Exposição contrasta desenhos científicos com pinturas abstratas, desafiando o visitante a explorar os limites tênues entre o imaginário e o real.

nome-cient.jpg

A sutil alteração do termo orquidofilia em orquidofolia é reveladora da atmosfera que a artista quer provocar. Orquidofilia quer dizer, literalmente, amor ou paixão pelas orquídeas, e refere-se a prática de colecionar/ cultivar essas plantas. O termo folia, por outro lado, de origem grega, tem a ver com “loucura”. Se, em nossa cultura, a paixão e o colecionismo podem às vezes ser confundidos com a loucura, essa, por outro lado, ganha, na conotação que emprestamos ao termo “folia”, um significado alegre e irreverente. Daí a transmutação de colecionismo em Orquidofolia, convidando o expectador a imergir no lado lúdico dessas plantas que, já bem conhecidas, estudadas e colecionadas, continuam atraindo e encantando pessoas mundo afora. 

Para ver os trabalhos de concreção e abstração da coleção Orquidofolia, visite a Exposição no Espaço Cultural Governador Celso Ramos,  Avenida Hercílio Luz, Nº 617, no centro, em Florianópolis. Abertura dia 03 de fevereiro de 2014. Aberto para visitação até 21 de fevereiro. Mais informação, ligue (48) 3221-8100.