blog Ateliê Criativo

#003 Mollusca | Lu Mori

Nova exposição no Ateliê Criativo.
Ilustração científica, de Lu Mori.

Oi, pessoal! É um enorme prazer anunciar a Exposição Virtual de abril exatamente no Dia Mundial do Desenhista. Desejo a todos meus amigos ilustradores, um dia cheio de cores, tintas, papéis, telas, toda aquela bagunça legal que envolve o trabalho dos desenhistas e coloristas.

Primeiro quero agradecer a todos que têm visitado o blog. Convido todo mundo a curtir a página da ZN no facebook para ficarem atualizados sobre as novidades e postagens no blog Ateliê Criativo. 

Nesta terceira exposição tenho o prazer de apresentar mais uma coleção minha, agora de ilustrações científicas de conchas – paixão pessoal desde criança.

Não sou nenhuma conquiliologista, vou me limitar ao trabalho de representação visual de algumas espécies que coletei nos últimos anos. E como catadora de conchas amadora preciso confessar que nunca tive a disciplina acadêmica de classificá-las pela região onde foram coletadas. Mas são todas conchas brasileiras, algumas bem conhecidas como o Strombus pugilis  – mais conhecido como pregari, o “caracol”. Nas fichas de cada concha da exposição foram incluídas informações taxonômicas de cada espécie representada.

A técnica utilizada é a de grafite sobre papel e pintura digital.

É importante dizer que – apesar de utilizar técnicas de ilustração científica – esta é uma exposição de arte e não tem fins instrucionais ou científicos. Todas as ilustrações são inéditas e foram feitas exclusivamente para a Exposição Virtual.

É um enorme prazer apresentar a crítica do meu amigo Nelson Akira Ishikawa, proeminente ilustrador, polivalente em conhecimentos científicos e técnicas de ilustração, e responsável por me apresentar o mundo cheio de potenciais dos softwares gráficos, em 2010, quando pacientemente me ensinou a “simbiose” de técnicas físicas e digitais na elaboração de ilustrações. Muito obrigada, Nelson! 

aspa1.jpg
Começarei falando sobre o propósito das técnicas de ilustração científica. Tem por objetivo a precisão da informação visual, necessária para pesquisadores e cientistas mostrarem os elementos mais relevantes em estudos e esquemas que exigem interpretação e entendimento preciso, seja características de um animal, uma planta, uma bactéria ou a representação de esquemas como ciclos da natureza, infográficos entre outros.
Hoje, com a popularização da fotografia digital é possível capturar imagens com muita qualidade, porém apenas um bom desenho técnico e idealizado é capaz de suprimir coisas indesejadas – como sujeira, imperfeições – e fazer ressaltar os detalhes mais importantes e relevantes à informação que se deseja transmitir.
Com o seu talento, dedicação e detalhismo a Luciane mostra nessa exposição, como é possível alcançar esses objetivos de precisão, típicos da ilustração científica, aliando os conhecimentos e técnicas manuais, aprendidos em sua formação acadêmica, com as ferramentas de tecnologia digital.  
aspa2.jpg

Nelson Akira Ishikawa

Arquiteto e ilustrador com mais de 20 anos de atuação no mercado publicitário, gráfico e editorial, com trabalhos publicados em editoras como FTD, Saraiva, Atual, Scipione e Quinteto Editoral.

  



Se quiser saber mais sobre os propósitos das técnicas de ilustração científica clique aqui.